Vice-prefeito de Pontal do Paraná é preso por abuso sexual

por Redação JB Litoral
08/10/2013 00:00 (Última atualização: 08/10/2013)

NULL

O vice-prefeito de Pontal do Paraná, Euclides Danilo Garbelotti Filho, de 52 anos, foi preso na manhã desta terça-feira (8) por ter sido condenado por “atentado violento ao pudor”, ou abuso sexual.

A prisão foi efetuada por policiais militares da 2ª Companhia do 9º Batalhão de Polícia Militar e do  6º Comando Regional da PM, por volta das 8h, quando o vice-prefeito saía de seu apartamento no balneário Canoas. Segundo a PM, durante a prisão ele alegou que as medidas sobre os mandados já estavam sendo tomadas judicialmente.

“Recebemos uma solicitação, enviada pelo Fórum Eleitoral de Matinhos, para darmos cumprimento a um mandado de prisão. Segundo o fórum, foi acessado o cadastro eleitoral do suspeito e descobriram que ele tinha em aberto um mandado por atentado violento ao pudor e presunção de violência”, explica o capitão César Kamakawa, comandante da 2ª Companhia. Garbelotti foi levado para o quartel da PM no balneário Praia de Leste e em seguida encaminhado à Polícia Civil.

De acordo com a Delegacia de Polícia Civil de Ipanema, a ordem de prisão foi expedida pela 12ª Vara Criminal de Curitiba, especializada em Crimes Contra Criança e Adolescente.

Garbellotti foi condenado a seis anos de prisão por um caso ocorrido em 2007 em um processo que vinha correndo em segredo de justiça. Ele foi ouvido na Delegacia do Balneário de Ipanema e encaminhado ao setor de carceragem do balneário de Pontal do Sul.

Atentado violento ao pudor: Até 2009, antes da revisão no Código Penal Brasileiro, era o crime de “prática de atos diversos da conjunção carnal, por exemplo, acariciar as partes íntimas de pessoa, após havê-la subjugado de alguma forma – pelo emprego de arma ou outra violência.” Agora é considerado estupro.

Deixe um comentário