Vice-prefeito de Paranaguá pede a criação do “auxílio emergencial municipal”

por Redação JB Litoral
17/06/2020 15:32 (Última atualização: 18/06/2020)

Requerimento será analisado pelo prefeito e sua equipe. Foto/JB Litoral

 O vice-prefeito de Paranaguá, Arnaldo de Sá Maranhão Júnior (PSD), enviou um requerimento à prefeitura, pedindo a criação do benefício “auxílio emergencial municipal” para os trabalhadores afetados diretamente pela pandemia do coronavírus, a COVID-19.

 A proposta sugere parcelas em dinheiro para pessoas que sobrevivem de trabalhos informais, autônomos e outros, seguindo as regras junto aos cadastros obtidos no banco de dados municipais, assistência social e secretaria municipal de trabalho. “É justo que o governo municipal faça a sua parte em ajuda as pessoas que tiveram uma perda considerável no seu rendimento durante esta crise. É a nossa obrigação como poder público auxiliar o autônomo e o microempreendedor já tão prejudicado por toda esta situação”, declarou Maranhão.

Se aprovado, o benefício será pago com valores vindos do Governo Federal que somam mais de R$ 15 milhões. De acordo com o vice-prefeito, outros recursos municipais poderão ser empregados nesse programa. “Os recursos municipais viriam através de orçamento destinados aos eventos que foram cancelados como a festa de aniversário da cidade, festa da tainha, festa dos motociclistas e outros eventos que ocorreriam ainda este ano no município”, declara.

 A partir de agora, esta sugestão do “auxílio emergencial municipal” segue ao Poder Executivo, e caberá ao prefeito Marcelo Elias Roque (PODEMOS) e sua equipe a análise da mesma. No caso de uma resposta positiva, será definida a data, valores e forma do cadastramento dos beneficiários.