Yared quer explicações do MJ e do Planejamento sobre cortes no orçamento da PRF

Em requerimento, parlamentar quer saber justificativa do governo ter reduzido em 44% os recursos da corporação.
Medida resultará na limitação de fiscalizações em estradas e até no fechamento de unidades

por Redação JB Litoral
06/07/2017 12:21 (Última atualização: 06/07/2017)

Polícia Rodoviária Federal anuncia suspensão de vários serviços. Foto/Divulgação/Polícia Rodoviária Federal

O Ministério da Justiça e do Planejamento terão de explicar na Câmara dos Deputados o corte de mais de 40% no orçamento da Polícia Rodoviária Federal (PRF), anunciado pela corporação na noite de terça-feira (4). A deputada federal Christiane Yared (PR-PR) apresentou na Comissão de Viação e Transporte da Câmara dos Deputados requerimento para que representantes dos dois ministérios justifiquem para o grupo de parlamentares os motivos da redução. A matéria tramitará em regime de urgência.

“O Brasil é signatário da carta que propõe a redução das mortes até 2020. Estamos enfrentando um problema seríssimo agora com a redução de mais de 40% do orçamento da Polícia Rodoviária Federal, que faz a fiscalização, que tem garantido que esses números não voltem a crescer”, reclamou.

Segundo a parlamentar, o orçamento aprovado para a PRF é 44% menor que o solicitado pela corporação e dificilmente manterá as atividades em ritmo de normalidade. Em nota, a corporação informou que haverá diminuição do patrulhamento com viaturas, suspensão de resgates aéreos e até mesmo fechamento de unidades pelo País. “Nós conhecemos o trabalho da Polícia Rodoviária Federal como um todo, o que ela produz e o que ela fomenta de receita para o país. É um absurdo esse corte”, protestou.

Uma das maiores defensoras do maior rigor nas leis de trânsito, Yared defendeu que os representantes das duas pastas e da PRF expliquem detalhadamente o impacto desse corte e se isso resultará na redução das fiscalizações .
 

Yared quer explicações do MJ e do Planejamento sobre cortes no orçamento da PRF 2

“Esses homens e mulheres são verdadeiros heróis, que enfrentam bravamente a triste realidade das estradas e, além de evitar acidentes e tragédias, ainda atuam em apreensões e no combate ao tráfico de drogas”, sustentou.

 

Passaporte

A parlamentar comparou o caso com a recente crise causada pelo corte da emissão dos passaportes. No fim de junho, a Polícia Federal decidiu suspender a emissão do documento após constatar o corte nos recursos. Com a repercussão negativa do caso, a Comissão Mista de Orçamento (CMO) do Congresso Nacional aprovou liberação de R$ 102,4 milhões para a retomada do serviço. “Será que teremos de gritar a ponto do governo compreender que a PRF precisa trabalhar?”, reclamou Yared.

                 

 

 

Deixe um comentário